28 de Julho de 2021
20º/30º
Notícias - Local

Justiça condena garota de programa e comparsa por assalto a idoso em Assis

Uma mulher foi absolvida e dois comparsas ainda não foram identificados; crime ocorreu em 2 de março de 2021

De três mulheres que estão presas, a Justiça condenou duas a cumprirem pena em regime fechado por assaltarem sob forte ameaça, violência e restrição de liberdade um homem de 68 anos, no dia 2 de março de 2021, na Avenida Valter Busnello, bairro rural de Assis. A terceira mulher envolvida foi absolvida do crime e outros dois comparsas ainda não foram identificados. Foram roubados uma caminhonete Chevrolet/S10 Tornado D 4x4, prata, ano 2009, R$ 200,00 em dinheiro, além de documentos pessoais e cartão bancário e aparelho celular.

Segundo o ocorrido, dois homens entraram na chácara do idoso, um mecânico, e o agrediram com pauladas, vendaram seus olhos e boca, amarraram suas mãos e pés com corda, e ainda o ameaçaram de dar-lhe um tiro. As três mulheres estavam alinhadas com os dois assaltantes, sendo uma delas, Renata Karina da Silva Rosa, faxineira do idoso, que em seu carro levou o homem até o cartório em Tarumã, onde, de dentro do veículo alegando que ele estaria com COVID, assinou e reconheceu firma do recibo de compra e venda da caminhonete e foi abandonado em um canavial em Tarumã.

Apurou-se, posteriormente, que o recibo do veículo estava preenchido em nome de Fabiana Aparecida da Silva Oliveira, de 22 anos, envolvida no assalto.

Renata, 33 anos, moradora de Tarumã, alegou ter relacionamento amoroso com a vítima desde seus 15 anos, e trabalhava como faxineira na chácara da vítima. Ela foi condenada a 13 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado. Fabiana, 22 anos, também moradora de Tarumã, foi condenada à pena de 7 anos, 1 mês e 10 dias de reclusão em regime fechado.


Consta do Inquérito Policial e Sentença Condenatória que Renata fazia programas sexuais com a vítima e também mantinha relacionamento amoroso com a irmã de criação de Fabiana, que foi absolvida do crime.

A caminhonete foi localizada no dia seguinte na cidade de Tarumã e devolvida à vítima, um mecânico de Assis.

Thiago Medeiros Caron, advogado de defesa da acusada, foi procurado pelo Portal AssisCity, que buscava algumas confirmações sobre os fatos, mas ele informou apenas que vai recorrer da sentença.
Redação AssisCity
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM