24 de Setembro de 2022
20º/30º
Notícias - Região

Bauru registra novo caso de varíola dos macacos

Segundo a prefeitura, o paciente é um homem de 32 anos que foi atendido em um serviço de saúde particular de Bauru. Estado confirmou que cidade registra dois casos da doença.

Bauru registra novo caso de varíola dos macacos — Foto: Getty Images
Bauru registra novo caso de varíola dos macacos — Foto: Getty Images


Bauru (SP) registrou o segundo caso de varíola dos macacos nesta segunda-feira (15). Tanto a prefeitura como o estado de São Paulo confirmaram o novo registro, mas inicialmente chegaram a divergir sobre as informações do paciente.

O segundo caso de monkeypox em Bauru foi divulgado pela prefeitura na tarde desta segunda-feira (15). Segundo o município, o paciente é um homem de 32 anos que foi atendido em um serviço de saúde particular da cidade e não precisou de internação.

A prefeitura informou que o caso é autóctone (infecção local) e que o paciente não fez viagem para fora do município recentemente.

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo também confirmou o segundo caso de varíola dos macacos em Bauru no boletim divulgado neste domingo (14). Porém, a pasta estadual atribuiu o caso a um morador de Bauru que foi diagnosticado em outra cidade.

Em nota emitida nesta terça-feira (16), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) retificou sua informação inicial e informou que os dois casos registrados em Bauru são de pacientes residentes do próprio município. A Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica (CVE) já informou a prefeitura.

Em nota, a Prefeitura de Bauru também informou que segue todos os protocolos recomendados pela OMS, Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde para a verificação de casos suspeitos, tratamento de casos confirmados e prevenção da transmissão da varíola dos macacos.

Primeiro caso

O primeiro caso de varíola dos macacos em Bauru foi confirmado no dia 8 de agosto pela prefeitura. O paciente começou a ter sintomas em 15 de julho e teve resultado positivo enviado pelo Instituto Adolfo Lutz.

Em relação ao primeiro caso, o paciente é um homem de 36 anos que procurou a rede pública de saúde, não precisou de internação e já cumpriu o período de isolamento. O caso foi considerado autóctone.

Sintomas e transmissão

Os sintomas da varíola dos macacos são febre, dor no corpo, cansaço, dor de cabeça, perda de força física, dor nas costas e tamanho anormal dos gânglios linfáticos. Depois de alguns dias, a pessoa desenvolve lesões pelo corpo.

Apesar de o vírus receber a nomenclatura de varíola dos macacos, o atual surto em vários países não tem a participação de macacos na transmissão para seres humanos.

A transmissão entre humanos ocorre principalmente por meio de contato com secreções respiratórias, lesões de pele de pessoas infectadas ou objetos contaminados.
G1
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM