12 de Maio de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Suspeito de negociar venda de droga encontrada em carro oficial da prefeitura de Paraguaçu Paulista é preso

Cerca de 130 quilos de maconha foram apreendidos em outubro do ano passado durante abordagem da Polícia Militar no Mato Grosso do Sul.

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (22) um homem suspeito de negociar a venda da droga que foi encontrada em um carro oficial da prefeitura de Paraguaçu Paulista durante uma abordagem policial no Mato Grosso do Sul em outubro do ano passado.

Na época, um motorista da prefeitura, de 53 anos, dirigia o veículo e foi preso em flagrante por tráfico de droga. O motorista também é investigado por associação para o tráfico e peculato, por ter se utilizado da sua posição como servidor público para praticar o crime. Ele permanece preso em Naviraí (MS) e a prefeitura abriu uma sindicância para investigar o caso e exonerou o servidor municipal.

O suspeito preso nesta quinta-feira, um homem de 40 anos, seria o responsável por coordenar as ações do motorista. O suspeito que trabalha na limpeza de piscinas na cidade teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e o mandado foi cumprido nesta manhã.

De acordo com a polícia, além dos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas, ele também é investigado como coautor do crime de peculato porque, segundo as investigações, ele sabia que o veículo oficial da prefeitura seria usado no transporte da droga e teria se aproveitado dos contato que tinha com o motorista da prefeitura para negociar a venda do entorpecente.

O suspeito foi ouvido na delegacia e encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Assis. A polícia segue com as investigações do caso para identificar mais pessoas que estariam envolvidas no crime.

divulgação - Motorista de prefeitura de Paraguaçu Paulista é preso com drogas em carro oficial em Naviraí
Motorista de prefeitura de Paraguaçu Paulista é preso com drogas em carro oficial em Naviraí

G1
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM