01 de Outubro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » SAÚDE

Prefeitura tenta, na Justiça, trazer oncologia de volta para Assis

Justiça Federal realizou audiência com as partes nesta segunda-feira, 2

Na tarde desta segunda-feira, 2, foi realizada uma Audiência Pública na Justiça Federal de Assis para discutir questões referentes ao descredenciamento do setor de Oncologia do Hospital Regional.

A audiência contou com a presença de representantes de diversos órgãos, incluindo o prefeito José Fernandes e a advogada Marina Antunes. Também participaram representantes e voluntários da Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Assis (AVCCA) e do grupo Juntos pela Oncologia, que se reuniu em frente à sede da Justiça Federal.

"A audiência pública durou cerca de 4 horas e foi essencial para podermos entender melhor o processo de descredenciamento do setor de Oncologia do Hospital Regional de Assis. Através de videoconferência, contamos com a participação de representantes de Brasília, Marília, Ourinhos, como do Ministério da Saúde, do Departamento Regional de Saúde, entre outras. Foi extremamente importante para que a gente possa entender melhor e avançar nessas questões. O município entrou com uma ação civil pública contra o Estado e contra a União, enquanto Poder Executivo, e estamos dando essa resposta à sociedade”, afirma o prefeito José Fernandes.

Ele ainda salientou que o retorno da Oncologia para Assis não é um desejo apenas do município, mas também dos demais prefeitos do CIVAP.

"Estamos lutando para que possamos retomar o serviço da oncologia em Assis. Sabíamos que no momento certo teríamos a oportunidade de mostrar os nossos desejos, tendo em vista o sofrimento que estamos acompanhando da população que precisa. Os pacientes precisamse deslocar para Marília, Ourinhos ou Jaú, o que dificulta muito o que já tínhamos aqui. A luta dos prefeitos do CIVAP e do nosso município continua, e agora temos que aguardar os próximos passos”, ressalta.

Segundo a secretária de Negócios Jurídicos, Marina Antunes, a prefeitura está confiante em uma decisão favorável para Assis.

"A Administração sentiu necessidade de judicializar a causa, já que não foi possível conseguir a manutenção da Oncologia politicamente. Nós judicializamos uma ação contra o Estado e contra a União, e esta foi a primeira audiência de instrução sobre o caso. Por meio de videoconferência, vários departamentos foram ouvidos. Nós estamos confiantes de que o juiz vai decidir com base em dados concretos e depoimentos, que em algumas vezes foram contraditórios. Conseguimos perceber que houve uma ação política contra a permanência da Oncologia e queremos alertar a população de que a Administração está se movimentando, criando fatos para que o serviço seja retomado. Seguimos firme no nosso propósito”, conclui.

No site oficial da Prefeitura de Assis foi publicado um vídeo que relata a situação:





Grupo Juntos pela Oncologia aguarda em frente à Justiça Federal de Assis


Redação AssisCity/ Fotos: AssisCity
+ VEJA TAMBÉM